FC Santa Cruz

Com sabor de vitória

07/03/2018

A estreia na Divisão de Acesso 2018 para o Futebol Clube Santa Cruz foi uma boa amostra das dificuldades que o time irá enfrentar na busca pela Elite do futebol gaúcho.

O clássico contra o Guarani-VA nesta terça, 6, no Estádio Edmundo Feix, teve tudo o que a Série A2 impoe aos clubes que pretendem chegar até a grande final e alcançar a vaga na primeira divisão: jogo pegado, disputas ríspidas, momentos de tensão, superação e euforia.

O time da casa se impôs nos primeiros minutos e teve duas grandes chances. Em uma delas, a bola raspou lentamente a trave esquerda do arqueiro alvinegro, Anderson Correa, aos 18 minutos.

A partir daí a disputa equilibrou. Comandados pelo camisa 10, Alex Goiano, os atletas do Galo mostraram a disposição de sempre e encaixaram a marcação, saindo com velocidade nos contragolpes.

O segundo período foi do Galo. Com mais posse de bola, a equipe chegou ao gol após cruzamento de Jeferson Carioca pelo lado esquerdo. O lançamento buscava Goiano na área, mas antes, o jogador alvirrubro Vinícius tentou cortar e a bola morreu no fundo da rede.

O Santa Cruz teve chances de ampliar. Em um lance polêmico, novamente Alex Goiano aparecia na entrada da área quando foi derrubado. Os jogadores pediram pênalti mas o árbitro Marcos Vinicius Oliveira deu falta, que acabou desperdiçada.

Quando o clássico se encaminhava para uma justa vitória alvinegra, o empate dos donos da casa: aos 45 a bola surgiu na área para Jailton empatar. Empurrados pela torcida, os jogadores do Guarani partiram para o ataque. Em um chute na entrada da área, Alagoano virou o placar aos 48 do segundo tempo.

Para um time qualquer seria jogo perdido. Mas o grupo carijó mostrou muita raça. A situação se assemelhava aos três primeiros amistosos da temporada, contra a Seleção de Monte Alverne, e em duas partidas contra o Lajeadense, onde o Galo não foi envolvido pelos adversários mas perdeu.

Mas desta vez os comandados do técnico Hélio Vieira mantiveram a cabeça fria e conseguiram seguir com o padrão de jogo, atacando com qualidade com a bola nos pés. Foi assim que a jogada de empate partiu do volante Arthur, chegando até o lateral Raulen, que tentou o cruzamento. A bola bateu na defesa e Jobson, garoto da base que recém havia entrado, acreditou nela e conseguiu evitar a saída, achando novamente Arthur na área para completar de canhota e corrrer para a torcida alvinegra presente no Edmundo Feix.

Aos 50 minutos, o gol foi o último lance de um clássico emocionante, finalizado em 2 a 2.

O Santa Cruz teve Anderson; Raulen, Valença, André Bahia e Allan Cristian (Paulo Roberto). Arthur Santos, Márcio Tinga, Elias e Alex Goiano (Jobson). Jeferson Carioca e Cassio.

Na segunda rodada o Galo recebe o São Gabriel, dia 12, segunda-feira, a partir das 20 horas. Os sócios ingressam no estádio de graça. Idosos e estudantes com carteirinha pagam R$ 10,00 e o restante do público paga R$ 20,00.

 

 

 

 




SITE OFICIAL
FUTEBOL CLUBE
SANTA CRUZ

Rua Gaspar Silveira Martins, 1448
Fone: (51) 3711-2781
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Design por Empório   NF